Como calcular a rentabilidade da sua loja virtual

Rentabilidade de empresa

Depois de falarmos sobre tantos indicadores e métricas importantes para uma loja virtual, podemos nos perguntar se existe algo que englobe tudo isso e dê um panorama do resultado total de nosso empreendimento. O retorno sobre os ativos, conhecido como ROA (return on assets, em inglês), é uma grande ferramenta para medir a rentabilidade e considera:

  • A utilidade que podemos gerar;
  • O ativo que usamos para obtê-la.

É importante ter em mente que ROA não é o mesmo que ROI (retorno sobre o investimento). O conceito deste segundo é mais amplo e pode ser aplicado de diversas formas para investimentos em geral.

A principal diferença do ROA é que este utiliza para cálculo os ativos que uma empresa imobiliza em suas atividades. A rentabilidade é resultado de um giro de negócio em um tempo determinado (geralmente um ano) e sua relação com o ativo imobilizado que “sacrificamos” para obtê-lo. Ela também diz quão atrativo é o nosso negócio, oferecendo uma taxa de rendimento interno que nos permite:

  • Compará-la com a de outra empresa com características similares;
  • Compará-la com a taxa de juros que o banco requer;
  • Compará-la com outros investimentos;
  • Determinar um indicador para os investimentos.

Cálculo de rentabilidade

Para calcular a rentabilidade do seu empreendimento online, vamos retomar o status de resultados do artigo sobre diagnóstico econômico e analisar a utilidade para o período de um ano:

Utilidade = Margem de contribuição – Quadro de gastos

Por outro lado, também determinaremos o ativo imobilizado que usamos para obtê-lo, formado por:

Ativo imobilizado = Capital de trabalho – Ativo fixo

Capital de trabalho

Em uma loja virtual, o capital de trabalho é composto por:

  • Estoque disponível: a quantidade de artigos reservados para não atrasar as entregas representa um montante de dinheiro que se encontra imobilizado. O mesmo acontece com a matéria-prima que não está sendo utilizada para produzir.
  • Cobranças: a quantidade média de dinheiro que se encontra imobilizada a partir do momento em que realizamos a venda e cobramos o dinheiro. É o caso do MercadoPago, que retém o montante por 14 dias antes de liberar o saque.
  • Efetivo: o saldo habitual em suas contas e seu caixa.
  • Depósitos: custos garantidos ou gerados habitualmente, como por exemplo o investimento em Google AdWords.

Ativo fixo

O ativo fixo, por sua vez, pode ser de dois tipos:

  • Imobilizado intangível: de acordo com cada caso, é possível considerar como sendo os gastos iniciais para criar o site (contratação de designers, manutenção do banco de dados de clientes, etc).
  • Imobilizado material: em uma loja virtual corresponde a computadores, móveis e todos os equipamentos necessários para o desenvolvimento do negócio.

O ROA é calculado então da seguinte maneira:

ROA = (Utilidade / Ativo) x 100

Outra forma interessante de chegar ao mesmo resultado é:

ROA = (Utilidade / Vendas) * (Vendas / Ativo) x 100

Este último se chama Índice DuPont e nos oferece uma outra abertura que será útil para a análise e a tomada de decisões.

Resumo

Se você tem um empreendimento, é fundamental entender se os resultados obtidos são os esperados. Para isso, um dos fatores mais importantes é a rentabilidade do seu negócio. Ela te permitirá saber o que acontece com o dinheiro que entra em sua loja virtual: trata-se de um lucro real?

Conhecendo a rentabilidade, é possível também identificar sua situação em relação à concorrência e que tipo de empréstimos ou créditos você pode pedir ao banco.

Entendido? Agora você já pode analisar o seu negócio online. Se ainda não conhece as vantagens do e-commerce, crie sua loja virtual com a Nuvem Shop e aproveite!


O que você achou desse conteúdo?


Mariano Butler

Mariano é líder de projetos e cofundador do SITIO eCommerce Manager. É formado em administração e professor assistente na Faculdade de Ciências Econômicas de Buenos Aires. Gosta de tocar guitarra e viajar.


    como-calcular-a-rentabilidade-da-sua-loja-virtual