Dados de consumo: como aproveitá-los para vender mais

Por: Carolina Silveira
Criado em: 08/04/19.
Atualizado em 03/07/19.
5 min
de leitura

Índice

dados de consumo para vender mais

Que a interação do consumidor com o seu site diz muito sobre o potencial e saúde do seu negócio, isso todo mundo já sabe. Afinal, se o seu público está engajado, isso mostra que o conteúdo que você entrega é relevante, os produtos são atrativos e, consequentemente, as oportunidades de conversão são maiores.

Mas o que muitas empresas ainda não exploram, seja por ainda não saberem como ou por onde começar, são os dados de consumo: o caminho que um usuário percorre, desde a sua origem, isto é, de onde ele veio antes de chegar ao site, até as páginas de conteúdos e produtos que mais visita, quanto tempo navega, com que canais tem mais familiaridade – pelo e-mail, notificações push? – o que mais gosta de comprar.

Todas essas informações são bons indicadores, que apontam para que fase da jornada de compra esse consumidor está e, consequentemente, que tipo de incentivo ele precisa para avançar no processo até tomar uma decisão de compra. E usar esses insights para otimizar suas ações de marketing pode garantir até 3,5 vezes mais conversões para o seu negócio.

Um cenário

Quando um usuário chega ao seu site, ele não está necessariamente pronto para comprar um produto ou contratar um serviço. Mais precisamente, se seu negócio é um e-commerce, a taxa de conversão dos usuários que compram de primeira corresponde a apenas 1,5%.

E os outros 98,5%? Pois é… essas pessoas já demonstraram interesse na marca, acessando o site e dando uma navegada pelas páginas. Deixar essas pessoas saírem do site é um desperdício – os investimento em mídia serão jogados no lixo, sem contar nos recursos aplicados nas equipes de marketing.

E o que fazer diferente?

É por isso que é tão importante contar com ferramentas que convidem ativamente seus usuários a se conectarem com a marca. Canais de cadastro, como Opt-in para Notificações Push e Social Lightbox, vão ajudar sua empresa a abrir outros canais de comunicação com esse usuário e permitir que você possa trazê-lo de volta para o site no futuro.

Mas dá para ser melhor…

Plataformas que contam com uma camada de inteligência permitem que – além de captar dados pessoais, como e-mail, nome e localização – sua marca acompanhe também o comportamento de navegação e consumo dos usuários dentro do seu site.

Através dessas tecnologias, quanto mais o consumidor interage com os canais de comunicação, mais a plataforma aprende sobre seus interesses e necessidades – que produtos mais procura, que categorias visita mais, o que tem comprado, com que frequência visita a página.

E, como explicamos, esses dados indicam em que fase da jornada de compra esse consumidor está e, assim, sua marca pode enviar, automaticamente, conteúdos e campanhas muito mais personalizadas para cada um dos usuários, tratando cada pessoa com exclusividade e aumentando as oportunidades de conversão.

A jornada de compra e a linguagem adequada para cada fase

A jornada de compra é constituída pelas etapas que uma pessoa passa até tomar uma decisão de compra. No People Marketing ela é dividida em quatro fases:

1. Consideração

Nesta fase, o consumidor tem um problema, mas não sabe ao certo o que precisa para resolvê-lo. Sua marca tem, então, a oportunidade de contar histórias através de campanhas que o ajudem a identificar uma solução.

Por exemplo: imagine que a Joana praticava corrida na época da faculdade, mas parou há uns anos. Agora ela resolveu voltar, já está treinando há 5 meses, mas sente dores no joelho.

Se a sua loja vende calçados, entre eles tênis específicos para corrida, você pode divulgar, por exemplo, conteúdos que falam sobre a vida útil desse tipo de tênis e os malefícios de não ficar atento a isso.

Dessa forma, você vai atrair consumidores, como a Joana, com conteúdos relevantes e ajudar os usuários a identificarem a solução para o seu problema.

Dica: dados preliminares da nossa pesquisa de neurociência mostraram que, nessa fase, usar uma linguagem mais afetiva e empática nas suas comunicações pode garantir uma performance até 17% melhor.

2. Avaliação

Uma vez que o consumidor entende o que precisa para resolver seus problemas, ele está na fase de avaliação. A sua loja virtual pode investir em comunicações que falem dos produtos e seus benefícios, ajudando seus potenciais clientes a decidirem pela melhor opção.

No caso da Joana, a marca ofereceu opções de tênis de corrida, dando informações sobre qual é o mais adequado para cada tipo de terreno, quais têm dispositivos extras para proteger o corpo do impacto, ou seja, todas as informações para que ela escolhesse o melhor custo-benefício.

Dica: na fase de avaliação, compartilhar informações sobre os produtos pode garantir resultados até 23% melhores.

3. Conversão

Decidindo pelo produto ou serviço mais adequado para si, o consumidor entra na fase de conversão. Nesta fase, é interessante oferecer aquele empurrãozinho final, incentivando o fechamento da compra. No caso da Joana, ela ganhou um cupom de frete grátis e comprou o tênis.

Dica: no momento de conversão, a oferta de benefícios financeiros são mais relevantes em 60% dos casos.

4. Retenção

A jornada de compra não acaba na primeira venda. Uma boa experiência – desde o atendimento até a entrega dentro do prazo e o suporte na troca (se preciso) – é essencial para que o cliente volte a comprar com a sua marca e seja fidelizado.

Dica: na fase de retenção, busque complementar a experiência do consumidor. Se a Joana comprou um tênis, seria legal dar dicas das próximas competições de corrida que vão acontecer na região em que ela está. Um baita incentivo, não?

Carolina Silveira

Jornalista e produtora de conteúdo na Social Miner.


    Registre-se gratuitamente

    Receba posts sobre marketing e empreendedorismo diretamente no seu e-mail.

    Coloque o conhecimento na prática

    +15 mil alunos já aplicaram o aprendizado na Universidade e criaram seus negócios com a Nuvemshop.

    Teste 15 dias grátis

    Faça sua marca crescer

    Cria sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional como eles:

    Osmoze - www.osmozestore.com.br
    Morango Brasil - morangobrasil.com.br
    Osram - loja.osram.com.br
    Testar 15 dias grátis