O que é e como investir no comércio contextual?

Por: Mercado Pago
O que é e como investir no comércio contextual?

Aqui você encontra:

A internet realmente transformou quase tudo o que fazemos, principalmente a maneira como compramos e vendemos. O que antes era feito somente em lojas físicas hoje pode envolver sites, aplicativos e diversas outras tecnologias, inclusive dispositivos de voz. Tudo com cada vez mais agilidade e facilidade. É aí que entra o conceito do comércio contextual.

Um dos fatores mais interessantes nesse mundo em constante evolução é que a jornada de compra moderna sempre começa online, com a busca de informações sobre o produto.

O Boston Consulting Group, BCG, realizou uma pesquisa perguntando o que os consumidores procuram saber sobre um produto antes de comprar. Além disso, foi investigado onde buscam essas informações, online ou offline.

As respostas só mostram a preferência pelo digital: 59% dos entrevistados procuram pelas características, 68% buscam avaliações, 57% querem mais informações sobre os métodos de pagamento, 56% pesquisam preços e 58% procuram por promoções. Tudo isso usando a internet.

A verdade é que o mundo digital já deixou de ser um diferencial para quem vende e é quase uma regra, apresentando novas possibilidades todos os dias. Com as redes sociais isso fica ainda mais evidente. Quase metade da população mundial tem uma conta nessas plataformas e estima-se que elas já sejam o canal de vendas de mais de 20% das transações online.

Isso tudo mostra a busca do consumidor por mais facilidades e comodidade. E acabou gerando, inclusive, um novo modo de comprar online, o chamado comércio contextual.

O que é comércio contextual?

Como o próprio nome sugere, comércio contextual diz respeito às compras realizadas em contexto. Isso significa comprar qualquer coisa, a qualquer hora e em qualquer lugar. É quando uma pessoa está fazendo qualquer outra coisa, como cozinhar, caminhar ou, até mesmo, checar o feed nas redes sociais, percebe a necessidade de um produto ou serviço e realiza a compra.

Diversas marcas e empresas têm aproveitado esse hábito de consumo, possibilitando links diretos para a página de pagamento de certos produtos em diversas plataformas, principalmente aplicativos e redes sociais.

Como começar a investir nessa nova maneira de vender?

Se você quer começar a investir no comércio contextual e atrair cada vez mais compradores para o seu e-commerce, algumas dicas e ferramentas podem ser essenciais. Confira:

1. Como vender nas redes sociais

As redes sociais são grande aliadas para vender em contexto. Isso porque o tempo gasto nelas aumentou 60% no mundo todo nos últimos sete anos. O Brasil é o segundo país em que a população passa mais tempo nessas plataformas — a média diária é de 225 minutos, segundo a empresa de pesquisa britânica GlobalWebIndex.

Por isso, uma ótima maneira de começar a investir no comércio contextual é criando estratégias para Instagram, Facebook e até Twitter. Nessas redes sociais, possíveis clientes podem encontrar uma maneira de comprar utilizando as soluções das próprias plataformas, como o Instagram Shopping, ou links de pagamento, que encaminham direto para o checkout, sem nem mesmo a necessidade de ter um site.

2. Descubra em quais plataformas seus clientes estão

Para que seus esforços no comércio contextual sejam eficazes, é preciso conhecer o tipo de consumidor que compra seus produtos. E conhecê-los também significa descobrir onde passam a maior parte do seu tempo on-line, quais redes sociais usam, qual é o seu contexto.

São essas informações que te ajudam a fazer chamadas e criar oportunidades de compra nos lugares certos. Isso também envolve entender se os acessos ao seu site se dão de desktops ou dispositivos móveis.

É claro que conhecer e entender os hábitos dos seus clientes é algo que você já deve ter feito, já que isso ajuda a entender as melhores maneiras de estar em contato com seu público, investir em publicidade, atendimento ao cliente, etc. Mas esse também é um estudo essencial para começar a investir no comércio contextual e ser bem-sucedido nesse esforço.

Os links de pagamento são uma solução que permite encaminhar as pessoas diretamente para a página de pagamento de um produto através de um clique em uma mensagem de texto.

Ou seja, eles podem ser utilizados em e-mails, WhatsApp, SMS e postagens em redes sociais. Com esses links é possível criar um caminho rápido para que os consumidores realizem compras. Isso sem deixar de fazer o que já estavam fazendo.

Considere essas ferramentas em sua estratégia de comércio contextual. São simples de usar e, além de facilitarem o caminho até o checkout. Elas não exigem que você tenha uma loja virtual e ainda permitem disponibilizar diversos métodos de pagamento, aumentando ainda mais a possibilidade de compra.

4. Crie oportunidades de “compre agora”

A ideia das compras em contexto é que os consumidores não precisam deixar de fazer o que já estavam fazendo no momento em que tiveram seu interesse despertado por um produto.

Isso quer dizer que exigir que eles parem, acessem o site da sua loja, encontrem aquilo por que procuram e façam todo o processo de compra não entra nesse novo método e não garante conversões.

É preciso despertar o interesse pela compra usando estratégias que unem facilidade e agilidade. Postar informações sobre um produto no Instagram, por exemplo, com a mensagem “compre agora” e o link direto para a página de pagamento faz com que as pessoas entendam que não precisam parar para fazer a compra e tomem a decisão com mais rapidez.

5. Considere novas tecnologias — como dispositivos de voz

Além de investir nas redes sociais como plataformas para as vendas em contexto, outras tecnologias podem ser boas opções, como os dispositivos de voz, por exemplo.

Imagine o cenário: você está cozinhando em sua casa, quando percebe que não tem um descascador de legumes. Ao invés de deixar para depois — quando pode facilmente se esquecer, mais uma vez, de comprar o item — ativa seu smart device e faz a compra apenas usando a sua voz. Quase impossível pensar em um processo mais simples do que esse.

Garantir esse tipo de experiência não só te ajuda a vender mais, aproveitando o contexto dos seus clientes naquela hora, mas também faz com que voltem ao seu e-commerce, certos de que encontrarão toda a facilidade de que precisam.

Invista no comércio contextual e dê os primeiros passos para o futuro do seu e-commerce

A internet tem novas oportunidades para todas as áreas todos os dias, principalmente para o e-commerce. Estar preparado para aproveitar cada uma delas define um negócio de sucesso.

O comércio contextual é mais uma ferramenta para aproveitar tudo o que o mundo das vendas online oferece, criando ainda mais possibilidades para atrair novos compradores e fidelizar clientes. Vale a pena criar estratégias para investir nessa nova maneira de comprar e vender.

Se quiser mais informações sobre comércio contextual e soluções de pagamentos online, acesse também os conteúdos do Conexão Mercado Pago.

Faça como +50mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop
O melhor evento de e-commerce para PME’s do Brasil

13 a 15 de julho — online e gratuito

Reserve o seu lugar