5 aspectos de uma página de produto eficiente

5 aspectos para uma página de produtos eficiente

Com os conceitos iniciais sobre landing page que vimos nas duas primeiras aulas bem esclarecidos, chegou a hora de avançar um pouco mais a nossa conversa sobre o tema e falar da anatomia de uma página de produto… Essa página com certeza é uma das principais que um e-commerce tem. Mas quais são os motivos dessa importância? Algumas razões são bem obvias, outras nem tanto.

Por exemplo, a página de produto: é muito importante porque é nela que o lojista comunicará a oferta de um determinado item (informações gerais sobre um produto, condições de pagamento, segurança, variações, avaliações de outros compradores, etc).

Em uma analogia com uma loja física, ela pode servir para três papéis principais: o display (onde o produto está sendo mostrado), o vendedor/consultor, que pode tirar dúvidas sobre algum aspecto do produto ou da oferta, e até mesmo um amigo, que ajuda na escolha através de uma opinião sobre o produto.

Outro exemplo do porquê essa página é importante é que o volume de acessos a esse tipo de páginas tende a ser muito superior a qualquer outro tipo de página do seu e-commerce (páginas institucionais, contato, categorias, etc).

O que ter em mente quando projetar uma página de produto?

Uma página de produto pode ter diversos tipos de informações, elementos gráficos e componentes funcionais que podem tornar a oferta mais atrativa. Ok, mas por onde nós podemos começar?

Empatia

Antes de tudo, é muito importante se colocar no lugar do cliente e buscar entender melhor quais são as suas necessidades quando chega a essa página. Com isso em mente, muitas decisões de layout poderão ser assertivas. Para isso, nós podemos organizar todo o nosso conteúdo em duas categorias, uma bem específica e outra mais genérica (sinta-se livre para estender isso da forma como achar conveniente):

Conteúdo principal da oferta: esse é nível mais básico e focado no que uma oferta pode ter. Aqui cabe inserirmos nome do produto, uma fotografia, um preço, uma breve descrição e um botão para comprar.

Conteúdo secundário da oferta: aqui nós podemos categorizar todas as informações que fornecem apoio e valor para a nossa oferta principal. Há uma infinidade de informações ou elementos que podem ser utilizados aqui. A principal consideração a fazer é manter o foco em fornecer uma boa experiência de compra para o cliente.

Observação importante: por favor, não entenda secundário como algo que não tem importância. Nosso objetivo foi apenas dividir para melhorar o foco em cada coisa. Você perceberá que quanto melhores os conteúdos secundários, melhores serão os resultados.

Nós fizemos uma lista dos cinco principais elementos secundários que podem melhorar a performance da sua página:

1. Imagens maiores e melhores

Boas imagens podem fazer toda a diferença na decisão do seu cliente entre comprar ou não um item. Elas permitem que o cliente tenha a certeza de todos os detalhes do produto.

No Administrador Nuvem (painel de administração da Nuvem Shop) o lojista pode cadastrar quantas imagens forem necessárias para um produto. Já os Templates Nuvem têm capacidade para interpretar essas imagens e ainda mostrá-las com zoom.Imagem Luxury - Nuvem Shop

Dependendo do segmento da loja esse recurso torna-se indispensável. Imagine em uma loja de vestuário: o cliente pode ver os detalhes da costura, da estampa; isso é incrível!

Dica 1: para lojas de vestuário, experimente utilizar fotografias com pessoas reais, de preferência aquelas que mais se parecem com o seu público-alvo. Veja o estudo do Nielsen Normam Group intitulado Fotos como conteúdo web (Photos as web content).

Dica 2: para lojas que comercializam acessórios como relógios ou até mesmo calçados, pode ser interessante mostrar o produto sobre vários ângulos.

Como um designer, é muito importante prever os espaços que sejam ideais para que as imagens dos produtos tenham destaque apropriado.

Encontre mais conteúdo sobre fotos e vídeos de produtos em nosso blog

2. Uma boa descrição

O objetivo de ter uma boa descrição para produtos é influenciar de forma positiva a decisão de compra de um cliente. Isso significa que devemos fornecer uma boa experiência de compra para esses consumidores.

Como um designer é muito importante ter em mente que um lojista precisa ter a capacidade de inserir uma infinidade de informações que são muito importantes para o negócio, por isso, alem da descrição ocupar um espaço adequado da página ela ainda precisa estar pronta para receber os vários tipos de elementos HTML (parágrafos, textos em negrito, itálico, listas, imagens, vídeo, etc).

Como um lojista, é muito importante perceber a importância desse aspecto e trabalhar para que o conteúdo seja útil para os clientes.

3. Informação de quantidade de estoque

Essa informação faz parte daqueles “truques psicológicos” que são muito utilizados no comércio. Trata-se de despertar um senso de urgência para que o cliente tome a decisão de compra mais rápido e não procrastine uma compra (uma conversão que demora pode ser uma conversão perdida).

É muito utilizado em saldão e em época de vendas sazonais. Na prática, essa é a informação da quantidade de determinado produto em estoque.

É muito importante utilizar essa técnica com estratégia e responsabilidade. Assim como qualquer outra estratégia de vendas, ela pode soar irresponsável e maliciosa, portanto, há de se estudar a fundo.

Como um designer, é muito importante fornecer um bom lugar para que essa informação apareça. É interessante também mostrar essa informação quando o estoque de um produto estiver acabando. Em “Tema Personalizado” é possível mostrar a informação de estoque de determinados produtos, basta que algumas personalizações de código sejam feitas.

Há a possibilidade também de utilizar um Aplicativo Nuvem para avisar os clientes quando produto sem estoque tem reposição. O nome dele é “Avise-me quando chegar”. Saiba mais informações sobre como recuperar essas vendas neste link.

4. Informação de entrega e pagamento

Faz parte de uma boa oferta fornecer informações sobre parcelamento, bem como uma estimativa de custos de entrega. Com elas o cliente tem uma ideia mais clara de qual esforço financeiro terá de fazer para adquirir um produto. Isso pode ajudar muito a taxa de conversão.

Como designer, mais uma vez, é importante garantir que esses elementos estejam em um lugar de fácil acesso e que as informações estejam corretas. Todos os Templates Nuvem têm ambas funcionalidades disponíveis. Para Templates Personalizados há a possibilidade de implementá-las seguindo o modelo dos nossos códigos.

5. Produtos relacionados

Essa pratica é excelente para lojistas que vendem produtos baratos e precisam aumentar o ticket médio das lojas. Ela consiste em mostrar outros produtos relacionados ao produto principal.

Para ter melhores resultados a relação entre os produtos deve estar alinhada ao desejo dos clientes. Baseado nisso, várias relações podem ser adotadas, como produtos complementares, produtos semelhantes, etc.

Por exemplo, se uma loja é do segmento de moda e comercializa sapatos e bolsas, um sapato X pode ter tanto um bolsa X (produto complementar) ou um outro sapato Y (produto semelhante).

Os Templates Nuvem possuem essa funcionalidade por padrão; caso você esteja fazendo um template personalizado, precisa seguir os passos do nosso guia de integração.

O fim é só o começo

E você, o que achou dessa nossa lista? Esse assunto é bem longo; você adicionaria mais alguma funcionalidade que acha interessante? Nas próximas aulas falaremos um pouco mais sobre as outras páginas de um e-commerce. Até mais!


O que você achou desse conteúdo?


Marcos Paiva

Marcos é designer e tecnólogo em gestão empresarial. É apaixonado por música e seriados da Netflix. Divide seu tempo em cuidar da familia, tentar ter uma banda, trabalhar e dormir (não necessariamente nessa ordem). De vez em quando escreve alguns tweets @marcos_paiva


5-aspectos-de-uma-pgina-de-produto-eficiente